domingo, 15 de junho de 2008

No hay sentido en asuntos de amor

nas tuas costas não
são as minhas
mãos

e nem nas tuas coxas

não são
a ponta da minha
língua
nem
a extremidade dos meus
dedos

minha boca
não percorre os teus pêlos
e meus dentes
- entre seus lábios
não são meus dentes

4 comentários:

Alfredo disse...

Si. Esto é verdad.

Ana disse...

y en otros hay?

Nada como encarar a realidade com poesia...

Limbonauta disse...

são o que entre os lábios?

Projeções...?

Subjetiva demais, diria até encoberta...

Puxe os lençóis!

Anna Duzzi disse...

no hablo español